Chega de mimimi sobre carnaval, futebol e política!

12 fev 2018
 
Que o Carnaval continue sendo uma grande festa, pois representa sim uma expressão marcante de nossa cultura – mesmo que eu (e talvez você) não participe ou concorde com o fato de que um povo com tantos problemas e outras prioridades “pare” no tempo e celebre uma festa mundana. Que além da festa, o Carnaval possa ser, também, uma grande fonte de negócios e de desenvolvimento do turismo doméstico e internacional no Brasil.
Que a Copa da Rússia seja um espetáculo e que a nossa seleção possa trazer o hexacampeonato. O futebol é sim uma paixão nacional – mesmo que eu (e talvez você) não seja fanático por um time ou mesmo não goste do esporte. Novamente, quanto mais profissional o esporte se tornar mais negócios vai gerar. O futebol americano, o basquete nos EUA e o futebol na Europa são bons exemplos – estádios e sports bars lotados, turismo, entretenimento, merchandising, transmissão, patrocínios.
Que as eleições de 2018 sejam um marco na política brasileira e elejam os melhores e mais bem preparados políticos – mesmo que eu (e talvez você) não goste de política e/ou dos políticos, os resultados das eleições terão um impacto direto em nossas vidas, no presente e no futuro. É fundamental ter candidatos preparados, competentes e conscientes da necessidade de uma gestão pública ética e eficaz, com políticas públicas que resultem na melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro e no desenvolvimento do Brasil.
Ou seja, carnaval, futebol e política são expressões do que temos de melhor e de pior no Brasil. Temos o livre arbítrio de usar a lente que nos convém – amar ou odiar -, mas não podemos fechar os olhos para as oportunidades de geração de negócios (diretos e indiretos) e de fortalecimento da imagem do Brasil no mundo. Que venha 2018, que segundo as “más línguas”, só começará depois do carnaval… mas que na verdade começou mesmo antes do Réveillon!

Oto Morato Alvares
Regional Director for Executive Education – South America
SC Johnson College of Business
Cornell University

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *