Fôlego de Atleta

Estamos vivendo um ano de desafios marcado por dificuldades políticas e econômicas que colocam um freio na demanda. As exigências são de apostas e estratégias dentro deste cenário recessivo, onde as vendas não aumentam, mas os custos continuam pressionando. Esta é a realidade do contexto empresarial e do cidadão comum.

E tem mais! Surge um novo modelo empresarial, a disrupção que desestabiliza e a necessidade da eficiência com gestão integrada. É preciso ganhar inteligência competitiva não só para lidar com o contexto atual, mas para ganhar musculatura para os próximos anos.

Aumentar a velocidade, a eficiência dos processos e a troca de informações é vital para um olhar mais integrado e sistêmico no acompanhamento da roda viva dos negócios. Olhar para o futuro com esperança, sabendo que teremos anos duros pela frente.

E o cidadão? Onde está a dignidade que o trabalho promove? São milhões de brasileiros que continuam sem emprego e sem perspectivas. Muitos desistiram e buscam, incrédulos, por alternativas sem o repertório para o encontro com a solução.

Enquanto a economia tropeça os desastres ambientais em territórios e comunidades vão além do imaginável. Precisamos de alertas e de ações que impliquem cada cidadão quanto à responsabilidade de se blindar nesses tempos e se preservar. Isto é possível? Isto faz parte do sonho?

O cuidado com a saúde, o controle emocional, a esperança e a perspectiva de construir um amanhã renovado fazem parte do sonho. Para viver é preciso desejar.

Entretanto, deparamo-nos, cada vez mais, com perguntas sem romantismo e seguimos um pouco mais livres dos inputs da vaidade, ilusoriamente, triunfante. Seguimos com a certeza de que há espaço para o trabalho, para o esforço e que o ânimo ainda aceita provocações.

O termômetro sagrado, onde a mentira não tem trânsito, se anuncia pelos cantos. O estresse mexe com o nosso corpo e com a nossa cabeça.

A caminhada exige atenção, exige vigília dos movimentos sutis do mercado, tanto das suas respostas quanto das perguntas. Concorrentes entrando e saindo de arenas empresariais em um baile frenético. Tudo fora de lugar. Inovações que criam um novo mercado de consumidores e novos modelos corporativos. Provocativos em suas bases, mas sem obstáculos para o aprendizado. Impera a resiliência.

E os apuros? Estamos aprendendo com humildade a recomeçar diferente, a olhar por novos ângulos, a dar mais espaço para a simplicidade e para a força da união de times em constante mutação.

De tudo, há um registro que estará presente: para entrar nesta onda competitiva e vencer, há de se respirar, inspirar e transpirar (deixar surgir; transparecer; manifestar; exalar).

Dentro do nosso negócio de Executive Search, revelam-se os novos cargos e funções, ainda pouco conhecidos. Estes resultados transcendem às pesquisas de mercado amplamente divulgadas. É o próprio mercado em mutação.

Chegamos ao futuro!!!

Efigênia Wend – CEO Upside Group

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas

Fechar Menu