Gestão de crises: cuide da sua imagem  

21 dez 2016

Um dos maiores bens de uma empresa é a sua imagem. São anos de trabalho para se conquistar o reconhecimento dos clientes e um bom relacionamento com os mais diversos públicos: acionistas, consumidores, colaboradores e o mercado em geral.

E, então, quando uma crise acontece, os gestores percebem os grandes riscos para a empresa. Se não for feita uma gestão adequada desse momento complexo, tudo o que já foi conquistado pode estar em risco.

Felizmente, a gestão de crises oferece uma série de ferramentas e estratégias para minimizar os impactos e lidar da melhor forma possível com eventuais crises. Entenda aqui quais são os seus melhores recursos em um momento tão importante.

Assessoria de Imprensa

Lidar com a mídia demanda profissionais treinados para isso. A assessoria de imprensa é, então, uma grande aliada de todo gestor no momento de gestão de crises. Uma boa assessoria é capaz de orientar a comunicação da empresa e otimizar o relacionamento com a imprensa para garantir que as informações sejam transmitidas de forma clara, objetiva e cuidadosa em relação aos interesses de todos os envolvidos.

 

É recomendável que a empresa atue em parceria com uma boa assessoria de imprensa de modo contínuo e não só em um momento de crise. Considerando que nesses momentos os acontecimentos e suas consequências se dão com muita velocidade, é importante trabalhar com parceiros que já conhecem a empresa, seus pontos fortes, suas fraquezas e todas as questões que podem influenciar uma situação assim.

 

Além disso, a assessoria de imprensa é capaz de preparar os colaboradores de uma empresa, de todos os níveis hierárquicos, para se comportar de forma adequada em uma crise.

 

Marketing e Relações Públicas

Os profissionais de Marketing e Relações Públicas são parte essencial de qualquer time. São eles os responsáveis por cuidar da imagem da organização, por meio do desenvolvimento de relacionamentos sólidos e coerentes com os mais diversos públicos e de ações de comunicação adaptadas às necessidades imediatas e de longo prazo.

Por isso, em momentos de crise, eles estão mais aptos a tomarem a dianteira, definindo objetivos e estratégias de comunicação e relacionamento com os diversos públicos e veículos.

 

Invista em talentos para essas áreas e sinta-se muito mais seguro e preparado quando mais precisar.

 

Internet

Em momentos de crise, a internet é uma questão que não pode, de forma alguma, ser desconsiderada. Se mal explorada, pode ser uma das principais vilãs para toda empresa, considerando a velocidade com que a informação se propaga, o que pode ser um convite a mal entendidos e novos problemas.

 

Por outro lado, se tratada como uma ferramenta importante e estratégica, a internet é um dos principais meios de reverter os eventuais problemas gerados por uma crise. As redes sociais funcionam como um canal de comunicação direto com os diversos públicos e, portanto, uma organização deve se preparar para utilizá-las em momentos de crise, seja para apresentar os fatos ou até mesmo se desculpar.

 

Reconhecer um erro publicamente é um dos maiores trunfos de quem precisa trabalhar a imagem.

Colaboradores

É comum que em momentos de crise, o gestor diminua sua atenção com os colaboradores. Entretanto, o que precisa ser feito é justamente o contrário. Lembre-se que os seus colaboradores são, na verdade, embaixadores e representantes de sua marca. Por isso, eles devem ser os primeiros a serem comunicados em caso de crises e orientados sobre o que pode e o que deve ser feito em favor do bem da empresa.

 

Lembre-se sempre que uma gestão de crises bem feita pode, inclusive, transformar um problema em uma oportunidade de fortalecimento de imagem.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *