Vamos falar sobre Squads ?

Em primeiro lugar, peço licença para começar explicando a pronúncia correta da palavra: SQUAD que comumente vemos muitas pessoas de maneira incorreta falar “isquédi”. A palavra SQUAD vem do conceito militar Esquadrão e a pronúncia correta é: “iskuaad”.

Dada essa introdução, afinal o que é uma Squad?

Squad é um termo que surgiu com o modelo criado pela empresa Spotify e é uma nova nomenclatura para times cross-funcionais. 

Trabalham predominantemente com metodologias e frameworks ágeis. 

É um modelo organizacional mais eficiente e que divide a empresa em pequenos times multidisciplinares (auto organizados), que têm autonomia para tomada de decisões e definir prioridades. É uma unidade básica de organização de times, que foca sempre na jornada do cliente e no atendimento personalizado, visando performance e relacionamento duradouro entre cliente e empresa.

Nesse modelo não há nenhuma liderança formal. 

A Squad é formada por profissionais com diferentes competências e com perfis que permitem atuação em diferentes tipos de atividades. Trabalham juntos e colaboram para o atingimento de um objetivo em comum.

Mas quais são as Vantagens de trabalhar com Squads?

Abaixo listo algumas vantagens de se trabalhar com Squads:

  1. Mais rápido e mais produtivo – Por ser organizado com pessoas de diferentes skills, multidisciplinares e onde também se mescla profissionais de algumas áreas de negócio, as dúvidas e o trabalho em si tendem a ser mais rápido e produtivo, pois as pessoas estão focadas em um objetivo comum e os impedimentos são retirados de maneira bem mais rápida e de forma mais assertiva;
  2. Colaboração além das funções definidas para cada membro – O mais importante é o objetivo, dessa forma cada membro do time, puxa e assume responsabilidades e atuam mesmo quando alguma atividade não é sua especialidade;
  3. Descentralização e Transparência – Por não ter uma liderança formal, o time se auto organiza e com utilização de frameworks e metodologias ágeis, deixam transparente a evolução do projeto/produto que está em desenvolvimento;
  4. Autonomia – Esse é um ponto-chave, já que autonomia em um time é um motivador intrínseco forte e que torna as pessoas bem mais felizes e engajadas;
  5. Comunicação e União – Por uma Squad ser quase uma mini empresa e onde todos estão unidos para um objetivo maior a comunicação é um ponto forte nessa forma de trabalhar, onde deixa-se visível sempre a evolução de cada release ou sprint, assim como gargalos ou impedimentos que sejam identificados;

Mais então quais seriam as desvantagens desse modelo?

Nem todo mundo está preparado para trabalhar com liberdade e autonomia.

Recentemente, durante um treinamento de Management 3.0 um dos pontos abordados pelos instrutores ao se discutir sobre o time e esse novo modelo de trabalho foi: “O que é que vou fazer com essa tal liberdade?”, será que as pessoas possuem maturidade para assumir tanta responsabilidade e se auto organizarem? Será que a liberdade concedida, faz de fato as pessoas assumirem o controle dos diversos tipos de situações que aparecem?

Para se ter autonomia é preciso garantir que todos alinhem os seus objetivos aos da empresa de modo que garanta sempre a assertividade e que o direcionamento esteja sendo feito de forma transparente, sem melindres ou sem colocar objetivos pessoais acima dos da equipe e empresa.

Outra desvantagem é ter divisão de poder quando é realizado a redefinição de papéis dentro dos times, lembrando que numa Squad não tem uma liderança formal.

Por fim, um outro problema que pode surgir é a dificuldade de aceitação, quando também envolve a cultura organizacional muito enraizada com padrões antigos.

Concluindo

Trabalhar com Squads é uma excelente forma de ter engajamento de equipes para sucesso do projeto, aliado sempre com foco, objetivo e com pessoas que entendam o real sentido e significado de auto-organização é sem dúvida alguma uma maneira eficiente para ter resultados rápidos e sempre alinhados com os objetivos estratégicos da empresa.

Ricardo Bruno Alves da Silva – Gerente de Sistemas

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no google
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas

Fechar Menu