Faltava falar assim sobre a crise

crise

Uma busca no google sobre a crise brasileira gerou 23.100.000 resultados.
Nunca na história deste País se falou tanto esta palavra.

Mas coisas importantes ainda precisam ser ditas.

O sábio Albert Einstein merece ser ouvido.

Não pretendemos que as coisas mudem se sempre fazemos o mesmo.
A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e empresas, porque ela traz progressos.
A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura.
É nas crises que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias.

Quem supera a crise supera a si mesmo sem ficar superado.
Quem atribui a ela seus fracassos e suas penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais os problemas do que as soluções.

A verdadeira crise é a crise da incompetência.

O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas em soluções fáceis.
Sem crise, não há desafios.
Sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia.
Sem crise, não há mérito. É nela que se aflora o melhor de cada um.

Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo.
Em vez disso, trabalhemos duro.
Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.”

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas