A CARTOLA MÁGICA

Todos vivenciamos um mundo em ebulição. A rapidez é tamanha que mal conseguimos, não raras vezes, entender o que está acontecendo. Afinal, desta vez, quem são os protagonistas? Com palco e luzes, vivenciamos a entrada de consultorias internacionais de Executive Search, com discursos repletos de marketing, com supostas ações inovadoras arrebatando clientes em prol de um trabalho exemplar. Reforçam: ” Você terá o melhor dos trabalhos deste segmento”.

Não demorou para a maioria dos empresários perceber que há mais mídia do que resultado. Esse sentimento ficou ainda mais evidente após a retirada de campo silenciosa de quem se intitulava protagonista de uma nova geração – “Cartolas Mágicas do sucesso empresarial”. Uma prova irrefutável de que um discurso encantador, com grande vocabulário em inglês, não é suficiente para garantir o sucesso de uma empresa.

Tanto é que o marketing por ele mesmo não se garante por frases encantadoras nos discursos de jovens cheios de energia e vazios de conhecimentos. Profissionais incineradores, já que queimam dinheiro e credibilidade para comprar crescimento no market share, visibilidade, progressão, resultados muitas vezes, sem nenhuma perspectiva real. À medida que faturam não cobrem os custos operacionais. Não constroem riqueza para suas organizações e nem para as de seus clientes. O grande protagonista é um ralo implacável e feroz.

Os empresários devem se tornar cada vez mais cautelosos, evitando acumular prejuízos advindos de pura empolgação.

“Depois do otimismo e entusiasmo exacerbado, investidores que foram tomados pela onda de disrupção e de promessas de lucros fartos e rápidos, através da sonhada ‘captação dos melhores profissionais do mercado’ caem em si. Os números os fazem lembrar que o capitalismo é implacável e que de nada adianta um belo discurso se a última linha, a do resultado financeiro não for satisfatória.”

Além de mais conscientes da questão financeira, as consultorias maduras, e que realmente conhecem o mercado, se baseiam em valores que vão muito além do “crescer rápido e sair de cena”. Para elas, nada justifica o crescimento exponencial em detrimento da sustentabilidade econômica, social e ambiental. Ou seja, um modelo que só atende às necessidades de seus próprios fundadores.

A assertividade é nítida, transparente, sem mistérios. Além disso, é real, factível. Prosperam juntas, consultorias de Search e Desenvolvimento de Executivos, com seus clientes e fornecedores.

É possível que existam vários caminhos para o sucesso. Contudo, todos eles devem chegar a um único destino: a união entre lucro e propósito.

Desconfiem de milagres, de grandes conquistas sem o devido crescimento orgânico, vivência e maturidade empresarial são construídos no dia a dia de um trabalho mais complexo do que se possa imaginar.

Informações e discursosmirabolantes carecem de reflexão.

Naturalmente, que entre estas “Cartolas Mágicas “, podemos contar com pouquíssimos profissionais do Executive Search que possuem vocação e seriedade. A missão se volta para a maturidade no atendimento profissional. Os recursos financeiros não são buscados freneticamente e a qualquer preço. Advém da realização de um trabalho construtivo e maravilhoso.

Efigênia Wend – CEO Upside Group

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas