Empreendedores são surfistas?

 

surfistas

Já repararam como é a torcida em campeonato de surf? Muitas pessoas na praia e muitos surfistas no mar.
E indiferentemente de quem esteja surfando a onda, a torcida é geral. Todos, em terra e na água, torcem para que a performance do surfista seja a melhor possível. Mesmo os concorrentes. Isto é contagiante!

Com os empreendedores muitas vezes não temos a mesma situação. Mas deveríamos! Empreender é algo tão arriscado que todos, mesmo a concorrência, deveríamos torcer para o sucesso de cada empreendedor.
Com isto, o mercado se fortaleceria e poderia até mesmo gerar um aumento de demanda. A concorrência faria a produção ser de melhor qualidade e mais competitiva e todos ganhariam com a boa e velha lei da oferta e da procura.
Mais empregos. Mais riqueza sendo gerada. Melhor qualidade de vida na maioria das vezes. Mais conforto e bem estar para a sociedade.

Enfim… muita coisa boa. Deveríamos todos torcer uns pelos outros!

Eu me delicio assistindo campeonatos de surf! Não pelas ondas, pois confesso que não sou apreciador do esporte, mas pela energia que percebo no ar. Pelo sorriso das pessoas ao assistirem uma manobra bem feita. Pela vitalidade que o ambiente inspira. Pelo aspecto saudável que o esporte traz em si. Pela jovialidade e pela ousadia que os atletas demonstram. Pelo empenho e pela dedicação. Pelo desafio de permanecer em cima de um apoio tão pequeno chamado prancha, desafiando uma grande onda criada aleatoriamente pela natureza.

E ainda reforço com um último ponto. A diversão que se apresenta para os atletas. Mesmo valendo ponto. Mesmo sendo uma competição. Mesmo definindo o futuro de cada um deles. Eles se divertem. Eles vibram. Eles brincam. Eles curtem surfar!

E se não pegam uma onda direito, eles voltam para além da arrebentação e procuram por uma próxima. Aguardam a melhor. E tentam novamente. Não se frustam com o fracasso em uma onda pois sabem que logo virão outras e pode ser ela a “melhor onda da vida deles”.

Assim deveria ser o empreendedorismo. Deveríamos curtir empreender! Com responsabilidade mas nos divertindo. Como os surfistas fazem. Aprendamos com eles.

Esta é a minha meta! Eu sou um empreendedor surfista em espírito, mesmo não sabendo surfar ondas no mar.

Deixo aqui o meu convite: Que tal surfar no seu negócio?

William Tadeu da Silveira
Entusiasta de apps
CEO da Mobilus Tecnologia
www.mobilus.com.br

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este post tem 2 comentários

  1. Avatar
    Henrique

    Grande Surfista e entusiasta de Apps,

    Parabéns pelo belo texto e pela bela comparação.
    Estou também querendo surfar umas ondas por aí…

    Abraço!

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas