Na transição ao digital, líderes ganham relevância

10 set 2018

Lider Digital

Especialistas em inovação e em tecnologias digitais do Brasil listam as sete funções da liderança na transformação digital

A relevância dos líderes para a transformação digital é um consenso entre os especialistas acompanhados por HSM Management em Recife. “A ausência de líderes é o maior inibidor da transformação”, garante Silvio Meira. Isso porque as pessoas são cruciais para o sucesso (e determinantes no fracasso) das iniciativas nessa direção.

Várias decisões cabem ao líder, segundo ele e Teco Sodré, da consultoria de transformação digital MuchMore:

(1) engavetar o que se sabe e estimular o reaprendizado;

(2) fazer as pessoas colaborarem;

(3) afastar os sabotadores e advogados-do-diabo da mudança;

(4) dividir um desafio que seja muito grande em partes menores;

(5) garantir o alinhamento de tudo e todos com o propósito; (6) relembrar constantemente que não se pode começar pela tecnologia, mas com a visão empática de um problema do consumidor;

(6) não deixar que a equipe se apaixone por uma determinada solução; ela deve se apaixonar pelo problema e

(7) manter na tropa o espírito de que “vai dar errado”, porque, se estiverem preparados para erros, defeitos e falhas, a ocorrência desses será só mais uma parte do processo. (Já quando algo não pode dar errado no ponto de partida fica impossível de consertar.)

Ninguém faz transformação digital sozinho – os investidores ensinam isso ao abordarem inovação com as startups, mas vale para qualquer empresa e qualquer mudança: como se sabe, se um empreendedor vem falar com um investidor sozinho, ele pode nem ser recebido. Tem de haver equipe e, onde há equipe, tem de haver líder.

Revista HSM

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *