A importância da TI na execução da Estratégia das empresas Parte 2

Começamos essa série de postagens pela definição do que vem a ser Estratégia e como ela se encaixa na construção de um motor que pode ser adotado em qualquer empresa.

Estratégia é uma palavra com origem no termo grego “strategia”, que significa plano, método, manobras ou estratagemas usados para alcançar um objetivo ou um resultado específico.

Sempre que procuramos imagens que ilustram o conceito de estratégia, nos deparamos com tabuleiros e peças de xadrez ou alguma figura que passe a ideia de caminho, como a que vemos abaixo.

PLACA ESTRATÉGIA

Esta imagem me lembra duas frases famosas e de épocas bastante distintas:

  • “Todos os caminhos levam a Roma”: que remonta à época de Cristo, quando o império Romano dominava o mundo e, invariavelmente, o destino final de todas as estradas era Roma.
  • “Se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve” – Alice no País das Maravilhas.

O mundo dos negócios se tornou, há muito tempo, complexo e desafiador, não se limita mais a apenas um caminho, nos forçando a antever, estudar e planejar a jornada que a empresa irá seguir. Nos últimos 30 anos, uma série de frameworks e metodologias foram criados, aprimorados e aplicados por gurus da consultoria em Gestão. No Brasil, as metodologias mais comumente encontradas nas empresas são o Balanced Scorecard (BSC) dos Professores Kaplan e Norton, Harvard Business School e o Gerenciamento pelas Diretrizes (GPD) do Professor Falconi.

Independente do framework adotado para a definição do posicionamento estratégico há muito se sabe que a mágica está em tirar o plano do papel. Para ilustrar como isso pode ser feito por qualquer empresa apresentamos o conceito de um “motor” estratégico, formado por várias peças essenciais para o desenvolvimento e crescimento da organização.

A primeira engrenagem desse motor é concepção da Estratégia. É preciso definir para onde sua empresa está caminhando e quais objetivos você almeja alcançar durante esse caminho.

O Motor Estratégico

MOTOR DA ESTRATÉGIA

 

Nos próximos artigos vamos detalhar os demais componentes deste motor para fazer o planejamento estratégico da sua empresa acontecer.

Marcello Ladeira
CEO Siteware
www.siteware.com.br

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este post tem um comentário

  1. Avatar
    Wilson Lesl

    A TI ou tecnologia da informação contribui de forma decisiva para à execução se for robusta, amigável e voltada para o usuário. Neste caso, contribui de fato com processos definidos para resultados uniformes e confiáveis. Na prática, porém conhecemos siglas depreciativas da TI , como “MVS- Man versus System” nome do sistema operacional do IBM / 370 ou “GIGO- Garbege in garbege out” que nos alert am para suas limitações.
    O livro do Goldratt “ Tecnologia-Necessária mas não suficiente” traz boas ideias sobre estas questões

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas