Cuidado para não contratar pessoas mal-humoradas!

Mesmo com estes tempos de vendas cada dia mais difíceis e clientes sumidos, um vendedor em uma grande loja da Sony foi muito mal-humorado para responder todas as minhas perguntas, sempre usando negativas. ‘Não vendemos mais este aparelho’ e ‘Sou novo aqui e não sei como operar este aparelho.’ e ‘Não temos na loja quem saiba operar.’Eu só queria saber como desligar o MP3 Sony pois, ficando ligado a bateria acabava muito rápido.
Imagine se, além deste pequeno favor, que pareceu para ele um desafio intransponível, eu quisesse comprar uma TV Led de 65 polegadas que custa R$ 16 mil.
Sem chance. Minha mente não aceita mais a marca Sony.Pedro Mandelli, renomado especialista em desenvolvimento de pessoas, na revista HSM Management de Maio e Junho de 2015, aconselha de forma enfática:
“Pessoas mal-humoradas não devem ser contratadas, as que já estão no time precisam ser tratadas e, se não responderem bem, afastadas.”
Visite o blog do Mandelli no link http://www.mandelli.com.br/artigo-blog/

Você tem pessoas mal-humoradas na sua empresa?
Se tiver pode estar comprometendo o sucesso de sua empresa.
mal humorado 2

 

 

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este post tem 2 comentários

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas