Promessa de Ano Novo: saúde em equilíbrio

saúde em equilíbrio

Mais um ano se inicia e, com ele, as promessas de que muitas coisas irão mudar.
As promessas que não foram cumpridas no ano que se passou, dessa vez serão. Nesse ano vou perder uns quilos, farei ginástica todos os dias, vou parar de beber, de fumar…

Mas por que será que todo ano é assim? Começamos animados, aí ficamos com preguiça e nos lembramos que o carnaval já está chegando. Ok, depois do carnaval eu começo! E aí, já sabemos como essa conversa termina.

É claro que não podemos generalizar, afinal, muitas pessoas já iniciam o ano adquirindo e mantendo bons hábitos e outras continuam no mesmo ritmo dos anos anteriores, mantendo um padrão contínuo de atividade física e alimentação saudável.

Mas, como domar aquela voz interior que nos comanda o tempo todo, dizendo:

  • segunda-feira você começa a dieta;
  • uma cervejinha só não tem problema;
  • dorme mais um pouco, à noite você malha;
  • não precisa de dieta e ginástica, basta aquelas pílulas maravilhosas da televisão.

Todos nós sabemos o quanto é difícil mudar um hábito e, quando decidimos mudá-lo, encontramos muitas dificuldades, pois nosso cérebro fará de tudo para deixar as coisas como estão. Os novos estudos de neurociência derrubaram o paradigma de que as células nervosas não se multiplicam. O conceito da neuroplasticidade é o caminho para a transformação pessoal, pois, mudando nossos pensamentos, poderemos construir novas conexões neurais e equilibrar nossa bioquímica corporal.
Os nossos pensamentos criam a nossa realidade.

Acredito que uma boa qualidade dos nossos pensamentos seja o primeiro passo para termos bons resultados. A partir dessa conduta, promovemos alterações no funcionamento da nossa química cerebral e melhoramos, consequentemente, vários sintomas relacionados ao stress – o que já é um grande ganho para a nossa saúde.
Uma questão importante é a persistência, é a real vontade de se transformar numa pessoa melhor.

Todos os dias somos bombardeados com informações negativas pelos meios de comunicação. Catástrofes do outro lado do mundo, terrorismo, assassinatos, acidentes, corrupção etc. Dessa forma, somos contaminados por emoções prejudiciais com consequências desastrosas para a qualidade dos nossos pensamentos. Além disso, somos condicionados pela propaganda a adquirirmos hábitos alimentares nocivos ao nosso organismo, que estimulam a expressão de alguns genes, favorecendo o surgimento de doenças crônicas e degenerativas como diabetes, hipertensão arterial e câncer. Ficamos hipnotizados, nosso cérebro se adapta a essa realidade e a vida vai passando sem que percebamos o que realmente está acontecendo. As pessoas estão presas a velhas crenças de que, assim como nossos pais e parentes, padeceremos das mesmas doenças por causa da genética.

É uma velha armadilha, difícil de se libertar. O novo conceito da epigenética nos traz a confirmação e a certeza de que podemos inibir a expressão de certos genes por nós adquiridos dos nossos pais, que causam as doenças crônicas e degenerativas. Basta mudarmos antigos padrões e adquirirmos hábitos saudáveis. A verdade é que somos totalmente responsáveis por nós mesmos, podemos criar novos caminhos em nosso cérebro e vivermos a vida com mais saúde, paz e prosperidade.

Feliz 2016!

Saúde em equilíbrio, esse é o objetivo!

Dr. Fernando Mascarenhas Duarte Mendes
Médico
facebook.com/clinica.fernandomascarenhas

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas