Tecnologias a priorizar na transformação digital

Tecnologias a priorizar na transformação digital

A compreensão de quatro tecnologias e sua ordenação em um ranking facilitam a tomada de decisões nessa área

Hoje, quando se pensa em transformação digital no Brasil – ou, de modo mais amplo, na quarta revolução industrial –, pensa-se em três tecnologias-chave, segundo Teco Sodré, da consultoria MuchMore: internet das coisas (para coletar dados), inteligência artificial (para analisar esses dados e agir rapidamente sobre eles) e blockchain (para que tudo possa funcionar de maneira mais veloz, descentralizada e confiável). Silvio Meira, sócio de Sodré na MuchMore, concorda com isso, mas prefere chamar a atenção para as APIs, que são a única forma de conectar tantas coisas de modo econômico–a sigla APIs é uma maneira de dizer que as empresas deixarão seu sistemas com interfaces abertas e programáveis por terceiros.

Marcelo Tas, que estuda o mundo digital há décadas, concorda com Sodré e Meira, porém convida as empresas a abordar essas ferramentas com prioridades distintas: as tecnologias para coletar, armazenar e cruzar dados, gerando valor com eles, devem ficar em quinto lugar, em sua opinião; o quarto lugar cabe ao algoritmo – “é importante que as empresas desenvolvam seus próprios algoritmos”; em terceiro lugar, o machine learning, que é o algoritmo que vai aprendendo com a experiência dos dados; a segunda posição pode ser ocupada pelo blockchain, para que os dados sejam gerenciados com transpa­rência, credibilidade e privacidade, como só um sistema descentralizado permite.

E o que fica no topo do ranking de Marcelo Tas, do alto de sua experiência em mundo digital? Não é uma tecnologia, não, pode esquecer. É a conexão com o consumidor (e com seu respectivo problema). Como as empresas devem se apaixonar pelo problema a solucionar, e nunca por uma solução, a tecnologia nunca pode ser o item número 1, lembra ele.

Revista HSM

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Gestor

Paulo de Vasconcellos Filho, 67 anos, atua como Consultor há 43 anos orientando processos de Planejamento Estratégico em 378 empresas de pequeno, médio e grande porte, que atuam nos mais diversos setores. Publicou seis livros sobre Planejamento Estratégico, sendo o primeiro em 1979 e o mais recente publicado pela Editora Campus, com o título “Construindo Estratégias para Vencer!”

Receba nossas novidades

Estratégias que merecem destaque

Registre-se aqui para receber em seu e-mail nossas novidades.

Patrocinadores

Temas

Fechar Menu